Cunhada de Nicolao Dino ganha contrato sem licitação com o governo Flávio Dino
Política

Cunhada de Nicolao Dino ganha contrato sem licitação com o governo Flávio Dino

Governo do Maranhão alega que contratação não teve relação com parentesco e que a sócia da Copiar Center estaria “em pleno gozo de seus direitos”

A poucos dias de completar apenas três meses no comando do Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino, do PCdoB, retornou aos cofres do estado as mesmas práticas condenadas em campanha por ele mesmo - e por toda população do Maranhão -, durante o domínio da ex-governadora Roseana Sarney, do PMDB.

Governador trouxe para dentro do Palácio as mesmas práticas adotadas por sua antecessora, Roseana Sarney, que mantinha negócios entregue o governo e familiares
Divulgação Sarneyzou Governador trouxe para dentro do Palácio as mesmas práticas adotadas por sua antecessora, Roseana Sarney, que mantinha negócios entregue o governo e familiares

Depois de reportagem do Atual7 mostrar que o pai do governador, Salvio Dino, pode ter cometido tráfico de influência em favor de um aliado e candidato a reeleição, reportagem de O Estado deste domingo (29) revelou que o Diário Oficial do Estado do dia 10 de fevereiro traz publicada em sua página 35 uma ratificação de dispensa de licitação que culminou com a contratação emergencial de uma empresa ligada à família do governador do Maranhão.

Firmado entre a Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) e a Copiar Center Ltda, o contrato foi assinado no dia 5 de fevereiro, ao valor de R$ 11o mil, com vigência de apenas três meses, para a prestação, segundo a publicação oficial, de “serviços de locação de impressoras a laser […] envolvendo instalação dos equipamentos”, até “impressão de relatórios no ambiente de rede local em mainframe IBM”.

A ligação com a família de Flávio Dino vem da sócia majoritária da Copiar Center Ltda. Dados da Junta Comercial do Estado do Maranhão (Jucema) mostram que a empresa é de propriedade de Nadson Lycio Quariguasy Pereira Veras, detentor de 5% do seu capital social, e de Glenda Frota Albuquerque Cordeiro, que detém 95% do capital.

Glenda é irmã de Sandra Frota Albuquerque Dino de Castro e Costa, esposa do procurador Nicolao Dino, irmão do governador comunista.

Gozando de seus direitos

Em nota a O Estado, a Seplan argumentou que a cunhada do irmão de Flávio Dino, bem como o seu sócio, estavam “em pleno gozo de seus direitos” à data da licitação e que, portanto, sua empresa estava apta a prestar serviços para o Governo do Estado.

“Todas as pessoas jurídicas de direito privado que atendam aos requisitos legais e cujos sócios estejam em pleno gozo de seus direitos estão aptas a prestar serviços ao Poder Público”, diz o comunicado.

Procurado pela reportagem, o secretário de Estado de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry, que já emplacou a namorada, a cunhada e os irmãos no governo camarada, também defendeu a contratação da Copiar pelo Governo do Estado.

Como nas sinecuras anteriores, ele garante que a relação pessoal não definiu a contratação emergencial. E justificou o fato de que a nota oficial da Seplan ignora completamente o parentesco entre a sócia majoritária e cunhada do governador. “Precisamente por não ser este o critério, como se vê nas explicações dadas”, completou.

Comentários 1

  1. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem